Loja do Condomínio – A história da marca que lidera o mercado há 14 anos

Paulo Antunes

Paulo Antunes – CEO da Loja do Condomínio

A Loja do Condomínio surgiu em 2002, na sequência de vários anos de experiência no sector da administração de condomínios. Perante a constatação de que não era possível dar resposta aos desafios do mercado, e de rentabilidade, mantendo uma estrutura de pequena dimensão, sentimos que era preciso ganhar escala. Por isso, o franchising foi a opção natural.

Assim, iniciámos todo um processo de desenvolvimento do conceito de negócio, não com o objectivo de replicar o que tínhamos feito até aí, mas antes de criar algo totalmente novo. Para além de todo o projecto de desenvolvimento da marca, iniciámos um trabalho profundo de aperfeiçoamento tecnológico e de produto, que nos permitiu ter, desde o primeiro dia, um conceito diferenciador e altamente competitivo.

A par do desenvolvimento das componentes tecnológica e de produto, apostámos também numa academia de formação, que é o nosso pilar de transmissão de conhecimento. Este é um factor vital numa área tão sensível como esta, em que temos a responsabilidade de gerir um dos maiores activos das famílias – a sua casa.

Podemos afirmar que o franchising foi o modelo certo para ganhar a dimensão de que necessitávamos, garantindo que tínhamos o dono do negócio em cada loja. A abertura da primeira unidade foi o culminar de um longo processo, muito sustentado e com um planeamento de expansão muito rigoroso, e que resultou não numa abertura, mas em quatro, na mesma semana.

O início de actividade destas unidades levou-nos do projecto à realidade. O desafio cresceu, de forma substancial, deixando de ser apenas projecto, desenvolvimento e inovação, para ganhar uma nova valência – operação – com todos os desafios inerentes.

O planeamento estratégico de expansão permitiu que, no primeiro semestre, tivéssemos aberto 10 lojas, às quais se juntaram mais 18, no ano seguinte. A competitividade do conceito era inequívoca e gerou, desde logo, muita atractividade para os empreendedores que se juntaram a nós, e cuja maioria ainda está hoje connosco.

Os meios de ligação e suporte da rede foram, desde o primeiro dia, absolutamente garantidos pela nossa plataforma tecnológica e pelas nossas equipas, que acompanham, no terreno, cada uma das lojas. Também neste aspecto a inovação foi uma constante, ao longo de todo o processo, porque não nos limitamos a integrar lojas que operam de forma independente entre si.

Na LDC temos uma verdadeira interconexão entre as várias lojas e, de forma muito umbilical, com a nossa central, onde muitas das actividades são centralizadas, o que permite ter um número mais reduzido de pessoas em cada loja. A automatização e centralização de procedimentos são, por isso, os pilares estratégicos da competitividade das nossas lojas.

Quando analiso o caminho percorrido pela Loja do Condomínio, o sentimento é de que fizemos as coisas certas no momento certo. Criamos uma rede muito sólida, que nos tem permitido, ao longo destes 14 anos de actividade, continuar a investir em inovação e desenvolvimento da marca, para aumentar a competitividade da nossa resposta face aos novos desafios que o mercado nos apresenta.

Liderar o presente com os olhos postos no futuro

Para o futuro, definimos como principais objectivos manter a liderança de mercado e assegurar que a marca continuará a ser sinónimo de qualidade, transparência e profissionalismo. Espero, igualmente, que o reconhecimento que obtivemos, este ano, com o estabelecimento de uma parceria estratégica com a DECO Proteste, seja apenas um ponto de partida na relação com a defesa dos consumidores, e que possamos trabalhar, em conjunto, para que os nossos serviços respondam às expectativas de um mercado cada vez mais exigente.

Aos empreendedores que pretendam integrar a nossa rede, a maior garantia que podemos dar reside no nosso histórico de actividade. Apesar dos diversos ciclos, e contra ciclos, da conjuntura económica do País, em nenhum destes 14 anos de operação a Loja do Condomínio deixou de registar aumentos de facturação e atingir níveis de crescimento bem acima da inflação.

Posso, por isso, afirmar que desenvolvemos um conceito de negócio com uma fortíssima resiliência, no qual as palavras inovação e competitividade fazem parte do nosso dia-a-dia.

Autor: Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio