5 razões para abrir um negócio em franchising

aberto

Está a pensar abrir um negócio? As opções são variadas. Pode escolher começar do zero, comprar um negócio já existente, tornar-se parceiro ou sócio de uma empresa ou então abrir um negócio em franchising. Em qualquer uma das opções tenha consciência que vai correr riscos mas o franchising é o único modelo que lhe permite ter acesso a experiências de quem já construiu algo do zero.

Enquanto gestora do Gofranchising, ao longo dos anos fui recebendo questões de empreendedores que têm ainda muitas dúvidas sobre este modelo de expansão. É natural e importante que elas surjam da mesma forma que devem ser esclarecidas.

“Será que não é preferível abrir um negócio igual mas em meu nome, em vez de ter de pagar a uma marca para o fazer?”

Esta é a principal questão. As pessoas perguntam-se pelas vantagens de abrir algo que pode ser replicável por elas. Mas será que pode?
Não se trata apenas de uma questão legal, mas sim de know-how. Você tem?

1. Marca

Começar do zero implica criar um nome, uma marca, desenhar um conceito e conseguir o reconhecimento dos clientes e este processo pode levar alguns anos até que consiga o sucesso desejado. No franchising, as marcas permitem que tenha acesso aos segredos de todo este processo, em poucos dias, antes da abertura do seu negócio. Quando abrir portas já estará preparado e a usufruir de um nome que é reconhecido e já faz sucesso no mercado.

2. Imagem

Quando adquire um franchising está também a adquirir a imagem da marca. Terá acesso a materiais gráficos que utilizará no dia-a-dia do seu negócio como o logótipo ou os cartões-de-visita e no caso dos franchisings com loja ou escritório, terá ainda um layout desenvolvido por especialistas para que o seu espaço seja igual a todos os outros da marca.

3. Formação

A marca já tem sucesso no mercado mas o sucesso da sua loja ou do seu negócio estará também dependente de si e do seu esforço. É por isso que as marcas se preocupam em fornecer formação inicial e na maioria das vezes, contínua, aos seus franchisados. Dias antes da abertura do negócio as marcas prestam formação com o objectivo de partilhar e proporcionar experiências importantes para o negócio. Por exemplo, como utilizar maquinarias, dispor produtos, técnicas de venda, relação com os clientes ou até sobre o software de gestão.

4. Suporte

E se surgir um problema ou precisar de alguma coisa? Num negócio em que está a começar do zero, normalmente, tem de decidir por si com base na sua intuição esperando que dê certo. No franchising as marcas oferecem suporte e terá apoio sempre que surgir algum imprevisto.

5. Rentabilidade

Uma vez que já teve acesso a todo o know-how da marca e já está preparado para os obstáculos e desafios que pode encontrar, torna-se muito mais fácil atingir o break-even-point (ponto de equilíbrio), ou seja o momento em que as receitas cobrem as despesas do seu negócio e já começa a ter rentabilidade.

O franchising surgiu como uma fórmula de expansão para os negócios que já estão implementados e têm sucesso no mercado com resultados comprovados. É uma forma de permitir que empreendedores ou por exemplo, desempregados, possam iniciar um negócio próprio com menor risco.

Segundo alguns estudos internacionais, a taxa de sobrevivência a 5 anos de um negócio em franchising ronda os 90% contra os cerca de 15% de um negócio individual.

Por: Lídia Amorim – Gestora – Gofranchising