Às voltas com o Plano de Marketing Digital para 2014?

Natália Santos, Directora de Marketing da WSI Portugal

Natália Santos, Directora de Marketing da WSI Portugal

2014 está à porta e é tempo de rever estratégias, acertar planos para passar à acção.

“O que lá vai, lá vai”, mas o Marketing Digital veio para ficar. As empresas estão cada vez mais conscientes de que a componente de Marketing Digital tem que fazer parte da sua estratégia, pois contribui directamente no atingimento dos objectivos do próprio negócio.

Marketing Digital: Estratégia versus Plano

Na verdade, grande parte das empresas afirma já ter uma presença online, mas muito poucas o fazem de forma estratégica e com claros objectivos definidos. É por essa razão que quando se lançam no mundo online os resultados atingidos são, recorrentemente, muito fracos.

Assim, antes de dar início a qualquer acção de divulgação, de reforço de presença, começar a investir dinheiro com publicidade e “fazer coisas giras” online, defina claramente quais são os objectivos que pretende ver atingidos daqui a um ano – Mais do que “fazer coisas giras” é essencial escolher as opções mais acertadas. Há então que alinhar os objectivos de negócio com os objectivos (métricas e KPIs) que pretende atingir online, através das várias acções concertadas de Marketing Digital.

Estabelecer uma Estratégia de Marketing Digital ajudará qualquer empresa a definir as melhores táticas de Marketing Digital, a planear e intercalar as atividades no tempo, para que os resultados produzidos sejam aqueles que realmente interessam.

Depois de definir onde quer estar… defina como lá vai chegar. Defina o seu Plano de Marketing Digital.

Deverá considerar as seguintes componentes em qualquer Plano de Marketing Digital:

1. Público-alvo (Persona)

2. Propriedades Web (Site, e-commerce, blog, redes sociais, mobile, apps)

3. Tráfego

4. Gerir, Medir e Ajustar

Defina o seu público-alvo e crie os seus persona.

Quem serão afinal as pessoas que irão adquirir os seus produtos ou serviços? Defina o perfil do seu público-alvo, principais interesses, comportamento tipo, características demográficas e tenha em consideração o tipo de linguagem e de informação que esse perfil de (potencial) cliente tipo apreciará receber e ler sobre a sua empresa, as suas soluções, ofertas, produtos serviços, pois irá entre as várias actividades direccionar conteúdos para os mesmos (textos, imagens, video, ebooks, etc).

Construa a Presença e as Propriedades Web adequadas

Definidos os objectivos e o(s) grupo(s) de clientes com determinado perfil que irá ser o principal alvo das acções online, há que definir os ambientes/locais online em que essa interacção irá acontecer e onde o envolvimento se irá desenrolar. Parece complicado, mas não é. Lembre-se que tudo o que ajuda a construir a sua presença online será uma propriedade web para gerir ao longo do tempo, e, não falamos apenas de sites – Site, e-commerce, blog, redes sociais, mobile, apps.

Como gerar Tráfego relevante para as Propriedades Web

De que lhe servirá uma loja lindíssima se fica numa rua em que ninguém passa? Um produto ou serviço fantástico mas ninguém sabe?

O mesmo acontece online, por isso o seu Plano de Marketing Digital deve ter esta componente bem estruturada, para que o mesmo produza os resultados esperados.

Resumidamente, deverá definir quais os canais que irá trabalhar para atingir o seu público-alvo (exemplo: redes sociais, email marketing, publicidade paga, etc) e que, depois de lhe “oferecer” informação relevante, irá trazer o mesmo para páginas específicas de conversão/loja online/formulário de subscrição/página do evento, ou outro objetivo que definiu como meta a atingir com a sua acção.

Há então que Gerir, Medir e Ajustar, pois voltando a falar em metas… uma vez as várias componentes definidas e campanhas implementadas, será crucial a gestão e monitorização das mesmas, acompanhar o atingimento de métricas e KPIs anteriormente definidos verificando, simultaneamente, quais são os meios online que geram mais tráfego online e que “melhor convertem”. O mundo online é muito dinâmico, os clientes são cada vez mais exigentes e informados, e, nem sempre os primeiros resultados são os que estimamos, por isso não desespere!

Aliás, utilizando ferramentas adequadas para gestão da presença e das várias acções online, teremos disponível imensa informação (quantitativa e qualitativa) e dados que permitem que qualquer empresa possa fazer, de uma forma simples e fundamentada, ajustes no sentido de optimizar a presença online e obter um maior retorno do investimento realizado.

Tenha assim em mente que, para colocar em prática o seu Plano de Marketing Digital, o mesmo deverá estar alinhado com o Plano de Negócio da própria empresa e de que todas as acções deverão estar integradas/intercaladas com muitas outras atividades de marketing e/ou comerciais. Estas complementam-se entre si, e, quanto maior o planeamento e a integração, mais impactantes serão os resultados produzidos.

Pois bem. Já definiu os principais objectivos para o ano 2014 e onde quer chegar – óptimo! Agora que já sabe quais as componentes que deve considerar, está mesmo a tempo de fazer o Plano de Marketing Digital para 2014! Boa sorte e Bom Plano.

Por: Natália Santos – Directora de Marketing – WSI Portugal