Iogurte gelado cresce em Portugal

O conceito de frozen yogurt está a crescer em Portugal e são cada vez mais as marcas que apostam no franchising para expansão deste novo conceito. O GoFranchising procurou saber junto destas marcas as razões da aposta neste sector e o que as diferencia das normais gelatarias.

A Llao Llao, marca de origem espanhola, foi a primeira a chegar ao mercado português com os iogurtes gelados. Segundo explicou Manuel Sena, um dos responsáveis pela marca em Portugal, “a aposta neste sector surgiu essencialmente por 3 razões: a primeira porque em Portugal a consciencialização para a saúde e hábitos alimentares saudáveis tem vindo a crescer, a segunda porque se consomem entre 3 a 4 litros de gelado per capita no nosso país e a terceira relacionada com a crise, tendo em conta que os portugueses procuram cada vez mais produtos com qualidade mas olhando primeiro ao preço.”

Estes factores são também apontados por outras marcas para explicar a sua entrada no mercado, casos da Yogurtlândia e da Blueberry, que é a primeira marca 100% nacional.

Darys Ramos, Master da Yogurtlândia em Portugal, explica que o que diferencia a sua marca é sobretudo a experiência em outros mercados como “Itália, Espanha, Grécia, França, Alemanha, Suíça e agora em Portugal” mas também “a boa relação com os franchisados, o apoio constante a toda a rede e depois a variedade com mais de 50 toppings à escolha do cliente”.

Já para a Llao Llao, o factor diferenciador encontra-se na produção, já que a marca produz os seus próprios iogurtes sem recorrer a produtos químicos que possam distorcer o sabor do iogurte natural. “É mesmo um produto pró-biótico, delicioso e saudável”, refere Manuel Sena.

No caso da Blueberry a diferenciação surge não só pelo facto de a marca ser a primeira 100% nacional, mas também porque “oferece o gelado iogurte cujo sabor é o que mais se aproxima do originário nos EUA” e ainda por oferecer “3 sabores de iogurte diferentes.”

Às três marcas auscultadas, o que as diferencia das tradicionais gelatarias é o facto de produzirem gelados com base no iogurte natural, acrescentando frutas e toppings, servindo assim um produto mais saudável e a um preço competitivo.

No que toca à relação das marcas com a rede de franchisados, a resposta é uníssona: todas prometem um apoio constante à sua rede e o fornecimento de todo o know how necessário para vencer no mercado.

Além das marcas referidas já existem outras a tentar a sua expansão no mercado ibérico, como é o caso da YogurIce que recentemente se apresentou na ExpoFranchise, e da Ö!MyGood que tem vindo a manifestar interesse no mercado português.

Apesar de fornecerem produtos idênticos, os valores de investimento podem variar de marca para a marca. O GoFranchising reuniu os valores que as diferenciam e ainda os planos de expansão para 2012:

LLao LLao: Prevê a abertura de 12 unidades até ao final de 2012 e tem como pontos fortes para a sua expansão as capitais de distrito. 45.000€ é o preço chave-na-mão para a abertura de uma unidade franchisada.

Yogurtlândia: Pretende abrir 8 lojas em diferentes zonas do país, como Porto, Leiria, Madeira, Guimarães, Lisboa e Portimão. O investimento inicial é de 50.000 €.

Blueberry: O objectivo é terminar 2012 com 5 unidades a trabalhar em pleno, sendo que pelo menos 3 serão franchisadas. O investimento inicial cifra-se em 90.000 €.

O sector dos iogurtes gelados promete ser um dos mais dinâmicos em franchising. Será seguramente um sector responsável por várias aberturas nos próximos tempos.