RE/MAX fez 30 mil transacções em 2011

A RE/MAX consolidou em 2011 a liderança no sector imobiliário português. A maior rede mundial transaccionou no nosso país cerca de 30 mil imóveis e elevou para 87 mil o número de transacções efectuadas nos últimos 3 anos em Portugal.

Em comunicado, a marca afirma que “tem vindo a consolidar o negócio no país, assistindo-se à estabilização de número de agências (220) e de agentes (3011).” Lisboa foi a cidade em que a RE/MAX realizou um maior número de transacções, seguida da Zona Norte e depois da linha de Cascais.

Para Beatriz Rubio, CEO da RE/MAX Portugal, “estes resultados são muito positivos”, sendo que tiveram um número de transacções próximo das de 2010, “um ano que crescemos muito acima da média”, refere.

Pela primeira vez a marca observou uma igualdade de transacções entre o arrendamento e a venda de imóveis, tendo registado naquele segmento uma subida de 36% em relação ao ano anterior. Um factor muito impulsionado pelas dificuldades de acesso ao crédito, que apoiado pela nova Lei do Arrendamento deverá tornar os imóveis para arrendar como um “um produto estrela” do sector imobiliário em 2012.

Este ano, “a marca pretende focar a sua atenção no serviço ao cliente e, com isso, aumentar a quota de mercado, dos actuais 20% para 40% até 2014, aumentando a oferta e a variedade de serviços disponíveis.”

Nesta notícia: