Franchising como auto-emprego

Os últimos dados da segurança social revelam que o número de desempregados sem apoio superou os 200 mil. A criação do próprio emprego pode ser a única fuga ao estatuto de “desempregado”, pelo que o franchising apresenta-se como uma das soluções ideais.

Abrir ou formatar um negócio desde a sua raiz é um processo demorado, por vezes penoso, complicado e envolvido em burocracias sem fim. Para alguém que nunca foi empresário e pretende a curto prazo começar a trabalhar, tendo de imediato alguns rendimentos, o sonho de ter um próprio negócio pode esvanecer-se logo no primeiro mês. No entanto é aí que surge o franchising, uma ideia de negócio já formatada, testada e registada no mercado, com um Know-how próprio e que dá o direito ao franchisado de o utilizar explorando os produtos e/ou serviços da marca, pagando pelo mesmo certas contrapartidas financeiras.

O mercado português de franchising é cada vez maior, mensalmente surgem novas marcas franchisadoras, com vários níveis de investimento e para vários tipos de franchisado, com ou sem conhecimentos da área, com ou sem capacidade própria para investimento e com vários níveis de retorno financeiro.

Conforme revelam os números em Janeiro, a segurança social autorizou 22.323 prestações de desemprego, o número mais alto desde o ano de 2005. A explicação deste aumento surge do alargamento das regras de acesso ao subsidio, uma das medidas anti-crise que entrou em vigor no início do ano.

Estas novas regras são aliciantes para quem está desempregado e pretende apoios financeiros para a sua sobrevivência. As medidas anti-crise são várias, desde as medidas de financiamento que as próprias marcas criam para desempregados, às medidas das consultoras de franchising ou então as próprias medidas governamentais ou de instituições públicas como o IEFP, de apoio a empreendedores.

A oferta de negócios em franchising vai desde abertura de lojas de bijutaria e acessórios de moda, à restauração, aos ginásios ou às lojas de energias renováveis, de reciclagem de consumíveis ou até à compra e venda de ouro. Encontrar um negócio em franchising à medida de cada um começa agora a tornar-se mais fácil e a procura pode começar com um simples clique num portal de franchising.

Autor: Lídia Amorim, Gestora TREMA